Protocolo IP

18 comentários

  1. Bom dia Kretcheu.
    Estou escrevendo com o intuito de ajudar.
    Na hora em que você começa a falar sobre os intervalos de IP’s reservados, você exemplifica o intervalo da classe A.
    Você fala que vai de 10.0.0.0 até 10.255.255.255.
    Só que quando você escreve no quadro, você coloca o intervalo como 10.0.0.1 até 10.255.255.255.

    Bem, é só isso.
    Obrigado por tudo o que você tem feito no kretcheu Vídeo Blog até hoje.

    Abraços e sucesso sempre.

    Ricardo Moscou, 4 anos ago Reply

    • Olá Ricardo,
      obrigado por sua colaboração, você tem razão, falei uma coisa e escrevi outra, falha nossa!

      O intervalo de IPs privados reservados da classe A vão de 10.0.0.0 até 10.255.255.255.

      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 4 anos ago Reply

      • Também havia ficado com essa dúvida!
        Obrigado por corrigir!

        PS – Parabéns pelos vídeos! Estão excelentes!

        Fábio Bissoli, 3 anos ago Reply

  2. Boa tarde Kretcheu,

    Primeiramente gostaria de agradecer pelo Vídeo Blog! Sensacional cara! Tanto você como o Prof Ramos arrasam!

    Tenho uma dúvida… Gostaria de entender o porque de não utilizarmos como IP na Classe A o número 01, por exemplo: 01.0.0.0, não consigo encontrar respostas para isso em outros sites…

    Abraço e Obrigado por compartilhar o conhecimento! 🙂

    Lucas, 4 anos ago Reply

    • Olá Lucas,

      obrigado.

      Quando diz, não usamos, se refere a uma rede local? A toda a Internet?
      O IP 1.0.0.0 é um IP válido, designado para Austrália, como pode ser verificado aqui:
      https://ipdb.at/ip/1.0.0.0

      Não usamos em nossas redes locais por ser um IP roteável e não reservado.

      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 4 anos ago Reply

  3. Acho que entendi… Na aula mostrava IP’s reservados para LAN, não é que não podemos usar IP’s como citei no exemplo pelo contrário pode-se usar, mas é que em LAN aqueles ali são “reservados”, certo?

    Lucas, 4 anos ago Reply

  4. Olá Kretcheu!a
    Gostaria de saber, como são definidas as regras para a distribuição
    dos ips nos computadores ! Se puder me ajudar ,obrigado!
    Seu blog está ajudando muito , ótimo trabalho.

    Fernando Gomes, 4 anos ago Reply

    • Olá Fernando, obrigado.

      Não entendi a sua pergunta, mas sugiro que veja as vídeo-aulas sobre redes, acredito que irão ajudar.
      Se explicar com mais detalhes também ajuda!
      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 3 anos ago Reply

    • Olá Fernando,

      não entendi sua pergunta, pode ser mais claro.
      Já assistiu as vídeos-aulas sobre redes?
      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 3 anos ago Reply

  5. Olá Kretcheu,

    Gostaria de lhe parabenizar pelo excelente trabalho apresentando nestas vídeo aulas.

    Em relação a esse vídeo, não ficou-me claro o porquê de cada octeto ter essas 256 possibilidades (em decimal) que vão de 0 255.

    Poderia me ajudar por favor?

    Maurício, 4 anos ago Reply

    • Obrigado Maurício.

      cada octeto é formado por 8bits que em conjunto dão um total de 256 possibilidades, pois 2⁸ = 256, logo em decimal são representados por números de 0 a 255, totalizando as 256 possibilidades.

      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 4 anos ago Reply

      • Obrigado Kretcheu!

        Maurício, 4 anos ago Reply

  6. Olá Kretcheu,
    Comecei a ver as suas video-aulas e achei muito interessante. Com certeza, verei outras. Uma dúvida quanto as classes dos IP’s:
    Quais são as diferenças entre as classes A, B e C, e onde cada uma delas é utilizada.

    Obrigado.
    Att,
    Andre.

    Andre Luis, 3 anos ago Reply

    • Olá Andre,

      as classes A,B e C de IPs são apenas conjuntos de IPs, ou seja intervalos de IPs.
      A diferença entre elas é a máscara padrão que cada uma usa, embora isso depois do CIDR, não é mais obrigatório, quer dizer, é possível usar IPs de qualquer das classes com máscaras diferentes do padrão da classe.

      As classes foram definidas no passado com máscaras A= /8 B=/16 e C=/24, assim usar um IP de uma classe definia também qual seria o tamanho da rede.

      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 3 anos ago Reply

  7. Professor Kretcheu excelente didática , assimilei muito rápido o assunto abordado muito obrigado.

    Andre Luiz, 3 anos ago Reply

    • Obrigado Andre, que bom!
      Já viu as demais aulas de redes?
      Dúvidas?
      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 3 anos ago Reply

  8. GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE A CLASSE DE IP, NA QUAIS VOCÊ CITOU: CLASSE ( A,B,C) .
    POR QUE QUE CADA CLASSE EXISTE E QUAL SUA FINALIDADE DE FORMA MAIS ABRANGENTE.

    GOSTEI MUITO DO SEU VÍDEO E CONTINUE COM ESSE EXCELENTE TRABALHO.

    WAGNER, 3 anos ago Reply

    • Olá Wagner, veja o trecho que explica isso na wikipedia:

      Originalmente, o espaço do endereço IP foi dividido em poucas estruturas de tamanho fixo chamados de “classes de endereço”. As três principais são a classe A, classe B e classe C. Examinando os primeiros bits de um endereço, o software do IP consegue determinar rapidamente qual a classe, e logo, a estrutura do endereço.
      Classe A: Primeiro bit é 0 (zero)
      Classe B: Primeiros dois bits são 10 (um, zero)
      Classe C: Primeiros três bits são 110 (um, um, zero)
      Classe D: (endereço multicast): Primeiros quatro bits são: 1110 (um, um, um, zero)
      Classe E: (endereço especial reservado): Primeiros quatro bits são 1111 (um, um, um, um)

      Dessa forma apenas com o endereço já se sabia o tamanho (quantidade de IPs) da rede. Porém isso causava MUITO desperdício de IPs e foi criado o CIDR, para poder definir qualquer tamanho de rede em endereços de qualquer classe.

      []’s
      kretcheu

      kretcheu, 3 anos ago Reply


Deixe seu comentário